terça-feira, 19 de setembro de 2017

Visitas Guiadas aos 5.ºA e B

Mais um ano se inicia...
As tradicionais Visitas Guiadas acontecem sempre com alguma curiosidade e interesse por parte dos alunos/as que, ao realizarem o bibliopaper, mostraram-se à altura da tarefa que se lhes propôs.
5.ºB

5.ºB

5.ºA

Clube de Teatro EPAKCENA


sábado, 29 de julho de 2017

Tomada de Posse da Diretora do Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião (AESB)

No dia 21 de julho, decorreu, na BE, a cerimónia de tomada de posse da Dra. Manuela Miranda, Diretora do Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião.
A abertura da solenidade foi concretizada com a leitura do auto de posse pelo Dr. José Pinho Silva, Presidente da Assembleia Municipal de Baião, seguida das respetivas assinaturas protocolares.
Iniciaram-se os discursos de parabenização da Dra. Sónia Teixeira, Presidente do Conselho Geral, do Dr. José Pinho Silva e da Dra. Ivone Abreu Ribeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Baião e vereadora do Pelouro da Educação.  
Os três intervenientes mencionaram que a Dra. Manuela Miranda é um exemplo de persistência e de esperança no futuro. Os louvores foram intensificados por ser já o seu terceiro mandato, sem interrupção, e acrescentaram ver nela o espelho de ações capazes de impulsionarem o Agrupamento, sempre a pensar no sucesso da instituição como um todo.
A Dra. Sónia Teixeira referiu, essencialmente, que “o projeto de intervenção apresentado procura que cada membro da comunidade educativa encontre nele um meio para a sua realização profissional e pessoal.” O Dr. José Pinho Silva e a Dra. Ivone Abreu elogiaram a Dra. Manuela Miranda pelo trabalho realizado ao longo destes anos em prol do Agrupamento e do Concelho de Baião. Enalteceram os seus atributos, especificamente quanto à sua força em nunca esmorecer, apesar das dificuldades que enfrenta diariamente, porque mesmo sendo um agrupamento pequeno, a demanda da organização nunca é exígua.
A Diretora do Agrupamento, num discurso muito emotivo, agradeceu as palavras que lhe dirigiram e a presença de todos os convidados e amigos. Enalteceu a boa relação com os parceiros (Agrupamentos do concelho, os Agrupamentos da microrrede TEIP, Resende e Mesão Frio, Câmara Municipal de Baião, Juntas de Freguesia, Associação de Pais/EE, Bombeiros Voluntários de Santa Marinha, Ober, Centro de Saúde, GNR, CPCJ, as técnicas do RSI e tantos outros que permitem a entreajuda de vizinhança, porque, “a relação de proximidade e a facilidade de comunicação entre todos tem sido uma mais valia para o nosso trabalho e para o evolução positiva do Agrupamento”.
Mencionou a importância dos professores, dos assistentes técnicos e operacionais, dos encarregados de educação e, muito em especial, dos alunos, porque é para eles que se trabalha e são eles a causa da existência do Agrupamento. Revelou, com muita veemência, a sua vontade de continuar a ser timoneira desta instituição, juntamente com a sua equipa e com o apoio de todos que, direta ou indiretamente, apoiam a escola no seu dia-a-dia.
 No auge do exposição relembrou que entende “a escola como um sistema social aberto tendo como referência o modelo da "Orquestra Sinfónica", com um maestro, onde cada membro sabe a música que deve tocar, cabendo ao maestro sublimar e potenciar ao máximo cada músico para que depois resulte a harmonia ou som desejado, sem nunca esquecer que o som produzido se deve ao esforço de cada um e que todos são absolutamente necessários”.
Salientou, por fim, que o trabalho desenvolvido até ao momento e os sucessos alcançados só foram possíveis graças ao esforço e ao envolvimento da comunidade educativa. Prometeu continuar a empenhar-se no desenvolvimento do lema “Partilhamos, Aprendemos, Crescemos, …” como preconiza o Projeto Educativo TEIP.

Seguiu-se um porto de Honra e um convívio com os presentes que contou com várias iguarias confecionadas pelas funcionárias da cozinha e o apoio das assistentes operacionais.

 

domingo, 11 de junho de 2017

segunda-feira, 5 de junho de 2017

8.º aniversário da BE

Mais um ano se passou... E aqui estamos nós, com o apoio dos alunos, a comemorar o 8.º ano da existência da nossa BE na RBE.
Foram os alunos que fizeram a festa. A eles devemos este dia comemorável. Que continuemos assim, por muitos anos, a dar vida à BE. São os alunos que a descobrem e a reinventam dia a dia...
4.º ano de Carvalhais prova o seu talento com a flauta.

JI de Barroncal impressiona com o seu à vontade.

Ji de SMZ descobre o teatro.

4.ºA e o "Got Talent".

Clube de Música  e muitos alunos evidenciam a sua musicalidade.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

9.ºA foi distinguido com uma Menção Honrosa

A turma do 9.ºA foi distinguido com uma Menção Honrosa no Concurso Uma Aventura... Literária 2017, na modalidade de Texto Original.

A Avaliação da BE

5.ºB

terça-feira, 30 de maio de 2017

"Era uma vez um cão"... no JI de Frende

"Era uma vez um cão", de Adélia Carvalho, foi até ao JI de Frende para encantar as crianças que adivinharam as rimas e criaram novas.
Foram, assim, uns momentos divertidos e cheios de magia.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

As Aventuras do Pinóquio pelos AtrapalhArte

Sessão apresentada pelos AtrapalhArte, dia 24 de maio, para todos os JI do Agrupamento, JI de OBER de Loivos da Ribeira e de Santa Marinha do Zêzere e e para todo o 1.º ciclo do Agrupamento. Assistiram, também, os formandos da Universidade de Resende e, ainda, os utentes do Lar de Santa Marinha do Zêzere.



As Aventuras do Pinóquio deliciaram todos aqueles que assistiram.
Grandes e pequenos puderam divertir-se e aprender com os atores da Companhia AtrapalhArte.


Para o ano cá vos esperamos com novas aventuras.





TOCA A LER!

A leitura está presente no nosso quotidiano de forma inquestionável.
Penso que não poderíamos viver sem a leitura e sem a escrita, pois sem elas não seria possível comunicar da mesma forma.
Considero que, para nos expressarmos melhor, é fundamental possuirmos um conhecimento razoável da língua, da sua estrutura, ortografia e pronúncia.
Para além disso, fornece-nos conhecimentos e melhora a nossa criatividade, ou seja, aprimora a nossa cultura geral e torna-nos mais recetivos a outras realidades e opiniões.
Ainda que se pense que a leitura possa fomentar a solidão, uma vez que esta requer recolhimento, e por isso isolamento, não concordo que este seja um aspeto negativo. Na verdade, quando lemos não estamos sós, estamos acompanhados pelas personagens do livro que estamos a ler.
Atualmente, existem inúmeros incentivos à leitura como sejam: o Plano Nacional de Leitura (PNL), a Rede de Bibliotecas Escolares, o Contrato de Leitura, entre outros, que contribuem para estimular os hábitos de leitura.
Pelos motivos apresentados, tenho a certeza de que ler é fundamental e faz de nós, leitores, pessoas mais cultas, interessantes e preparadas para qualquer situação que possamos encontrar ao longo da vida.
Por último, resta-me aconselhar os meus pares a valorizar esta ferramenta que é de fácil acesso e, na maior parte das vezes, gratuita.
LEIAM E SEJAM FELIZES.   

Turma Português Mais,orientada pela professora Ana Cardoso