domingo, 3 de abril de 2011

Ao ler, vamos criando a nossa base de dados.

“Os brinquedos partem-se, a consola passa de moda, mas essa base de dados que criamos juntos, de letras, ilustrações, cheiro a papel e afectos, fica para sempre, como a cola que nos une de uma forma que nem a morte é capaz de separar” Isabel Stilwell

Sem comentários:

Enviar um comentário